Menu Fechar

Apanhados da Primeira Edição

Olá, literomantes.

Esta é uma lista de problemas comuns e observações que os editores encontraram, de maneira geral, nos textos enviados. Como sempre, nunca, em hipótese alguma, considere o que está aqui como mandamentos definitivos; tratam-se apenas de sugestões. Se você enviou algum texto e se identificou, por favor, não pense também que se trata de algum ataque pessoal. Mesmo os textos que foram selecionados tiveram problemas que tentamos corrigir juntos. Estas dicas são apenas observações para que todos possam melhorar juntos. Entendido isso, vamos a elas:

Um bom início. Muitos dos contos enviados não estão tendo bons inícios. O início deve dar o tom do conto inteiro, isso significa ser quase um resumo do todo. Ele deve introduzir o universo, dizer onde e quando se passa, permitir que o leitor possa arriscar os possíveis desenlaces, qual o elemento sobre o qual a história irá especular, quais realidades serão subvertidas. Se o conto for sangrento, por exemplo, o início pode ser um alerta do que está por vir, se for fantástico, pode já trazer os seus elementos que o caracterizam como tal.

Criando personagens. O que faz um personagem ser um personagem são as suas escolhas, não sua descrição ou seus pensamentos. Não são as palavras ou uma cor exótica de cabelo que dá a sua individualidade, mas sim as suas decisões. É preciso, portanto, tomar cuidado com o exagero na caracterização e nos longos diálogos e monólogos, dando mais foco às atitudes, gestos, movimentos e ações.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é incorrect-294245_640-1.png

Mostre, não conte. Problema clássico, dá até para fazer um meme: você pode trocar “João estava nervoso” por “João olhava para trás o tempo todo”, por exemplo. Não é preciso adjetivar tudo ou explicar tudo para o leitor o tempo inteiro, pois a única maneira que ele tem de se identificar com o personagem ou com as situações exposta é observando neles gestos e acontecimentos que ele possa, por conta própria, perceber o que significam. Não menospreze o intelecto do leitor.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é incorrect-294245_640-1.png

Léxica. Em uma conversa entre cientistas, é muito provável que eles usem termos técnicos. Crianças possuem uma maneira específica de conversar e pensar. Pessoas têm sotaques, manias, gírias diferentes. Mas cuidado com os exageros, principalmente se você, como autor, não está familiarizado com o dialeto que pretende representar. É importante saber quando e como diferenciar a forma que seus personagens se comunicam e reagem.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é incorrect-294245_640-1.png

Respeitar o edital. Pouquíssimos o fizeram. Ler o edital e respeitá-lo é a expectativa mais baixa que se tem em relação a alguém que pretende levar a carreira de escritor a sério. Imagine um médico indo fazer uma cirurgia sem ler o prontuário, ou um promotor que não lê o inquérito, ou um mestre de obras que joga o projeto fora e decide se aventurar um pouquinho. Neste quesito pedimos que fiquem atentos, em especial, ao gênero, à extensão do material, e ao prazo de envios.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é incorrect-294245_640-1.png

Gramática. Os maiores problemas são todos aqueles que o corretor do Word não corrige, dentre os principais, tempo verbal e concordância. Nesse caso, a solução é estudar, reler, revisar de novo ou mesmo buscar um bom revisor. Pedir dicas de livros de gramática para um professor, e depois ler tudo, é claro, fará um milagre pela sua escrita. E mesmo apostilas para concursos públicos, por exemplo, podem ser muito úteis. Mas a melhor dica para crescer nesse quesito é ler, ler de tudo, ler muito. Um escritor precisa gostar de ler.

Agora, sobre coisas boas. Afinal, é importante falar sobre o outro lado:

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é check-40319_640.png

Escritores matemáticos. Observamos que muitas das pessoas que nos enviaram contos são da área de exatas. Curiosamente, seus textos costumam abordar temas muito bons! É um fenômeno interessante, que acreditamos estar relacionado à capacidade de observação que esses autores desenvolvem com seus estudos. Essa observação favorece a todos: independente de sua área de atuação profissional, você pode sim se tornar um escritor! 

Resposta. Tivemos receio que alguém pudesse se ofender com as nossas observações e correções. Nós sabemos que o ego costuma ser uma questão delicada entre escritores. Porém, o que aconteceu foi bem o oposto. A receptividade às observações foi maravilhosa e o diálogo fluiu muito bem, uma atitude vital que dá o nível esperado de profissionalismo a nossa relação.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é check-40319_640.png

Variedade. A princípio, uma das nossas preocupações era receber muito material de apenas um determinado gênero. Isso não aconteceu. A grande maioria dos contos foram de ficção científica. Fantasia, terror e suspense ficaram bastante equilibrados.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é check-40319_640.png

Criatividade. Tivemos de tudo nos envios. Foi impressionante notar que, em muitos casos, até a biografia que os autores nos enviaram estava muito criativa! Continuem assim, literomantes!

4 Comments

  1. Teófilo

    Excelentes dicas. Mas a gente fica achando que essas dicas foram para os outros, nunca para nós mesmos! Rsrs! Tem como individualizar in box?

Responder a Teófilo Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *