Menu Fechar

O Cão Negro de Clontarf, por Cesar Alcázar

Cesar Alcázar é o autor dos livros “Bazar Pulp – Histórias de Fantasia, Aventura e Horror” e “A Culpa é da Noite”, além de ter roteirizado as HQs “A Música do Quarto ao Lado”, “O Coração do Cão Negro” e “A Canção do Cão Negro”. Teve contos publicados pelas revistas Heroic Fantasy Quarterly e Swords and Sorcery Magazine. Pesquisa e escreve sobre cinema (como César Almeida) e é o responsável pela série “Cemitério Perdido dos Filmes B”. Foi um dos idealizadores da Odisseia de Literatura Fantástica e do Porto Alegre Noir. Também atua como editor (Safra Vermelha) e tradutor.

Entramos em contato com o autor para falar um pouco sobre seu personagem e seu novo lançamento, que reúne todos os contos que já foram publicados dentro do cenário do Cão Negro:

Anrath, também conhecido como Cão Negro de Clontarf, surgiu no ano de 2009 após a leitura do Ciclo Celta de Robert E. Howard (The Grey God Passes e The Dark Man, entre outras) e do conto O Espelho e a Máscara, de Jorge Luis Borges.

A história e o folclore da Irlanda me fascinavam há muito tempo. Então resolvi criar o meu próprio herói guerreiro da Erin medieval. O ponto de partida foi a notória Batalha de Clontarf, ocorrida no ano de 1014. Um lendário combate entre vikings e gaélicos pela supremacia da Irlanda. No entanto, Anrath não estava ao lado dos vitoriosos irlandeses comandados por Brian Boru. Raptado ainda criança por saqueadores nórdicos, ele lutou em Clontarf ao lado dos vikings, tornando-se um homem odiado e temido.”

Após romper com o bando da qual fazia parte, Anrath percorre a Irlanda como mercenário, sempre perseguido pelo passado.

O Cão Negro de Clontarf narra aventuras recheadas de fantasia bem ao estilo de Howard. Mas, mais do que isso, ela foca os conflitos de um homem preso a uma vida de violência, da qual não consegue escapar. O protagonista, Anrath, tem um pouco dos samurais de Akira Kurosawa: solitário e melancólico, ele nem sempre está do lado dos vencedores. Um herói mais humano do que o habitual na Fantasia.

O E-book do livro já está a venda por R$ 9,90 através do site da Avec Editora.

Além de já termos lido alguns dos contos em outras antologias em que eles marcaram presença, tivemos acesso também ao quadrinho ilustrado por Fred Rubim.

Mas não é só isso.

Nós da Literomancia adoramos colaborações artísticas, por isso, não podíamos deixar de falar da música feita pelo pessoal do Bando Celta, cuja letra foi escrita também pelo próprio Cesar!

Dá uma conferida:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *